Vídeo documentário Omissão Fatal aborda conflitos pela demarcação de terras no MS

omissão fatal indígenaO Coletivo Terra Vermelha lança nesta sexta-feira (04.10), às 19h00, no corredor central da Estação Rodoviária Heitor Laburu (rodoviária antiga), o vídeo documentário Omissão Fatal, que narra os conflitos pela demarcação das terras indígenas, a omissão dos governos na questão e o papel dos movimentos sociais na mobilização e solidariedade a luta dos indígenas em Mato Grosso do Sul. O vídeo também será  exibido simultaneamente na cidade de Barcelona, na Associação dos Estudantes de Comunicação da Catalunha, em palestra de apresentação do professor da UFMS, Edson Silva, que atuou como consultor na produção e foi responsável publicação do Jornal Terra Vermelha narrando o descaso do Estado no combate a violência contra os índíos Guaranis e Terenas.

Omissão Fatal tem a direção  do jornalista Gerson Canhete Jara e assistência de direção do índio Dionedson Terena, responsável pela coleta de depoimento e pelo registro de imagens do conflito na Fazenda Buriti, no final de Maio. A desocupação ocorreu de forma violenta por parte da Polícia Federal  e a Polícia Militar, em cumprimento de liminar judicial,  resultou na morte do estudante e servidor público, Oziel Gabriel. As investigações por parte da Polícia estão em curso, todavia, passados mais de 90 dias no identificou os responsáveis pelos disparos e até momento ninguém foi punido.

A produção apoiada pelo Terra Vermelha e CEBI (Centro de Estudos Bíblicos) é a primeira experiência para formação de núcleo de produção de documentários e cinemas envolvendo a temática indígena no Estado. Reúne imagens em vídeo, reportagens das TVs locais e fotografias de diversos profissionais que cobriram a desocupação.  A iniciativa também é  a  base para formação de parcerias envolvendo as universidades, organizações não governamentais, os movimentos sociais e cidadãos simpatizantes às causas indígenas.

O evento contará também com o relato oral da militante indígena Yuri Matsunaga que fará uma contextualização da luta indígena pelo direito a terra no Mato Grosso do Sul. (Fonte: http://gersonjarajornalista.blogspot.com.br)

A participação é aberta ao público.

 Mais informações 9651-8284 ou

Jorge de Barros 9221 1900 / 9911 8930

Paulo Paes 9954-7061

Anúncios
Esse post foi publicado em Lançamento e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s